Carregando...

Seleção de residência médica aberta com 108 vagas

Seleção de residência médica. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Pernambuco está com inscrições abertas para o processo seletivo de residência médica para 2019. As inscrições podem ser realizadas pela internet até o dia 12 de fevereiro. Estão disponíveis 108 vagas para quem cursou medicina. A taxa de inscrição custa R$ 490 e deve ser paga até o dia 13 de fevereiro, em qualquer casa lotérica conveniada com a Caixa Econômica Federal.

Das vagas, 31 são novas, aprovadas recentemente pela Comissão Nacional de Residência Médica. Entre as novidades, destaque para a residência de cirurgia bariátrica no Hospital das Clínicas (HC). As outras 77 vagas são as que não foram preenchidas do certame realizado em 2018.

As especialidades da seleção são: Cirurgia Geral; Medicina de Família e Comunidade; Oftalmologia; Ortopedia e Traumatologia; Cancerologia Clínica e Cirúrgica; Hematologia e Hemoterapia; Nefrologia e Nefrologia Pediátrica; Infectologia; Hematologia e Hemoterapia Pediátrica; Neonatologia; Psiquiatria Infantil; Mastologia; Ecocardiografia; Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista; Eletrofisiologia Clínica Invasiva; Ultrassonografia em Genecologia e Obstetrícia; Endoscopia Ginecológica; Cirurgia de Cabeça e Pescoço; Anestesiolgia Pediátrica e Cirurgia Torácica.

Bolsa de R4 de R$ 3.330,43

O valor da bolsa é de R$ 3.330,43. A prova da seleção será realizada no próximo dia 24.02, no Recife. O resultado final será divulgado no dia 13 de março. Os candidatos devem ficar atentos aos prazos e às documentações necessárias para cada etapa de seleção.

Pré-matrícula online

Os aprovados devem realizar a pré-matrícula on-line no rhose.saude.pe.gov.br, a partir da divulgação do resultado. A matrícula deve ser feita no dia 15 de março, com assinatura do termo de compromisso. O início da residência será em 16.03. Dúvidas em relação ao processo seletivo devem ser enviadas para o e-mail: iaupe.residenciamedica2019@gmail.com.

Também é possível pedir isenção do valor, mas é preciso comprovar a necessidade. O pedido deve ser feito até o dia 3 de fevereiro. O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), nos Coelhos, na área central do Recife, é um dos locais com vagas.

O processo seletivo é realizado por meio de prova escrita, que deve ser aplicada no Recife, no dia 24 de fevereiro. Os locais de teste são divulgados até o dia 20, no mesmo site em que o candidato realizou a inscrição. No dia da prova, é preciso levar um documento original de identificação, com foto, além de uma caneta esferográfica azul ou preta.

Clique aqui e veja mais vagas abertas para Residência Médica

Ministério da Saúde lança edital de concessão de bolsas para programas de residência

Serão oferecidas cerca de mil bolsas para as 35 especialidades em residência médica em áreas de atuação e 13 em residência multiprofissional de áreas de concentração

O Ministério da Saúde lançou, nesta quinta-feira (17), o edital de seleção de Programas de Residência Médica (PRM) para concessão de bolsas pelo Ministério da Saúde. Com um período de inscrições de 21 a 31 de janeiro, a seleção tem o objetivo de incentivar a formação em especialidades e áreas de atuação e regiões prioritárias.
O edital financiará cerca de mil bolsas de residência médica e multiprofissional, no valor de R$ 3.330,43, durante todo o período do programa, podendo ser de um a cinco anos, de acordo com a duração de cada especialidade ou área de atuação.

INSTITUIÇÕES QUE PODEM CONCORRER

Podem concorrer a instituições públicas municipais, estaduais e do Distrito Federal, instituições privadas sem fins lucrativos e as instituições federais vinculadas ao Ministério da Educação (MEC). As inscrições serão realizadas, exclusivamente, pelo site do SIGRESIDÊNCIAS, através de formulário eletrônico disponível. O resultado da seleção será publicado no Diário Oficial da União, a partir do dia 6 de fevereiro

ESPECIALIDADES E ÁREAS PRIORITÁRIAS EM RESIDÊNCIA MÉDICA

  • Anestesiologia
  • Cardiologia
  • Clínica Médica
  • Cirurgia Geral
  • Endocrinologia
  • Endocrinologia Pediátrica (Área de Atuação)
  • Genética Médica
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Infectologia
  • Medicina de Emergência
  • Medicina de Família e Comunidade
  • Medicina do Tráfego
  • Medicina do Trabalho
  • Medicina Esportiva
  • Medicina Física e reabilitação
  • Medicina Legal
  • Medicina Nuclear
  • Medicina Intensiva
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Oftalmologia
  • Otorrinolaringologia
  • Patologia
  • Patologia Clínica / Medicina Laboratorial
  • Pediatria
  • Psiquiatria
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem
  • Radioterapia
  • Reumatologia
  • Emergência Pediátrica ( Área de Atuação)
  • Neonatologia (Áreas de Atuação)
  • Neurologia pediátrica (Área de Atuação)
  • Psiquiatria da Infância e Adolescência (Área de Atuação)
  • Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia (Área de Atuação)
  • Áreas de Concentração Prioritárias para o SUS em Residência Multiprofissional
  • Atenção ao Câncer
  • Atenção Básica/Saúde da Família
  • Atenção Clínica Especializada com Ênfase em Infectologia, Neurologia e Neurocirurgia
  • Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial
  • Física Médica
  • Intensivismo
  • Enfermagem Obstétrica
  • Neonatologia
  • Reabilitação
  • Saúde Coletiva
  • Saúde Mental
  • Urgência e Trauma
  • Vigilância em Saúde

(Fonte Ministério da SaÚde http://portalms.saude.gov.br/noticias/sgtes/45129-ministerio-da-saude-lanca-edital-de-concessao-de-bolsas-para-programas-de-residencia)

Dietas Restritivas

Mito ou Verdade: INCA lança cartilha sobre dietas para pacientes oncológicos

A enxurrada de informações sobre alimentos milagrosos, que inunda as redes sociais diariamente, levou o Instituto Nacional do Câncer ( INCA) a lançar uma cartilha de orientações a pacientes com câncer e, ao mesmo tempo reafirmar o posicionamento do Instituto a respeito deste tema.

Para os pacientes com câncer as informações sem comprovação ou respaldo científico, podem motivar atitudes perigosas para a saúde das pessoas. A cartilha foi elaborada pelas seções de Nutrição e Dietética das Unidades Assistenciais e a Coordenação de Prevenção e Vigilância do INCA.

Tem fake news na ciência

Durante o fórum “Dietas restritivas em oncologia: tem fake news na ciência”, no último dia 17/01, o INCA orientou profissionais e pacientes a não recomendarem nem seguirem as dietas detox, alcalina, low carb e nem cetogênica por não existir evidência científicas de que estas dietas têm efeito benéfico durante o tratamento de câncer.

Segundo a nutricionista do HC II Gabriela Villaça, que explicou o posicionamento do INCA, a dieta cetogênica – regime alimentar que prevê um alto consumo de gordura e de proteína e uma baixa ingestão de carboidratos – carece de estudos clínicos robustos que comprovem sua eficácia e segurança durante o tratamento oncológico.

“Ainda não está bem estabelecido para quais tipos de tumor e em qual estágio da doença essa estratégia pode funcionar, assim como o tempo máximo para manutenção dessa dieta e nem mesmo se, de fato, existe ganho de sobrevida ou melhor resposta ao tratamento com essa prática”, alertou. Ainda de acordo com a profissional, pacientes que seguem as dietas compartilhadas pela internet chegam ao INCA com perdas significativas de peso e massa muscular, o que gera menor tolerância ao tratamento.

Dietas restritivas e alimentos milagrosos: fique fora dessa!

Amine Costa, chefe da Seção de Nutrição e Dietética do HC II, frisou a dificuldade de combater as informações falsas nas redes sociais quando elas vêm de profissionais de saúde, e defendeu o envolvimento da equipe multidisciplinar para divulgar o posicionamento do INCA: “Temos que ter o compromisso de disseminar as informações verdadeiras”.

O Instituto recomenda que os pacientes oncológicos sigam uma dieta individualizada e com estratégias de manejo de sintomas, sempre acompanhada por um especialista. Para prevenção do câncer, é aconselhada uma alimentação saudável, com privilégio de alimentos in natura e exclusão dos produtos ultraprocessados.

Pesquisadores participam de debate

O evento contou também com duas mesas-redondas. A primeira discutiu evidências científicas sobre dieta cetogênica e câncer e teve apresentações das pesquisadoras do INCA, Liz Almeida, chefe da Divisão de Pesquisa Populacional, Andréia Melo, chefe da Divisão de Pesquisa Clínica, e Sheilla Coelho, pesquisadora no Programa de Carcinogênese Molecular.

A segunda mesa tratou da comunicação e disseminação de informações sobre o câncer. Esse momento teve participação da coordenadora de Redes Sociais do Ministério da Saúde, Gabriela Rocha, do presidente do Conselho Regional de Nutricionistas da 4ª Região (RJ/ES), Leonardo Murad, e da paciente, nutricionista e voluntária da Oncoguia Juliana Emerick.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=368&v=tAsaZ48gryE

( Fonte: Instituto Nacional do Câncer- INCA e Portal do Ministério da Saúde)

 

Icterícia

Como caracteriza a icterícia grave do recém-nascido?

Fique ligado! Veja a dica do pediatra neonatologista

A icterícia é um tema frequente nas provas de residência médica. Vitor Fernandes Alvim, do IFF/Fiocruz – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira. O especialista fala de icterícia. Pediatria é uma das áreas médicas muito frequente nas questões de provas de residência médica.

 

 

Clique aqui e assista todas as dicas de prova Revisamed

 

pneumonia

Escore de gravidade na pneumonia- dica de prova

Escore de gravidade na pneumonia mais utilizado. Doutor em Pneumologia pela Unifesp, o médico Julio Abreu explica no vídeo o escore de gravidade na pneumonia mais utilizados. Fique ligado que o tema é constante nas provas de Residência Médica.

Saiba mais sobre pneumonia adquirida na comunidade e escore de gravidade mais utilizado

A pneumonia adquirida na comunidade desenvolve-se em indivíduos com pouco ou nenhum contato com instituições ou ambientes médicos. Os patógenos mais comumente identificados são Streptococcus pneumoniaeHaemophilus influenzae, bactérias atípicas (i. e., Chlamydia pneumoniaeMycoplasma pneumoniae e Legionella sp) e vírus.

Os sinais e sintomas compreendem febre, tosse, produção de escarro, dispneia, taquipneia e taquicardia. O diagnóstico baseia-se na apresentação clínica e em radiografia de tórax. O tratamento é com antibióticos escolhidos empiricamente.

O prognóstico é excelente para os pacientes relativamente jovens e/ou para os indivíduos sadios, mas muitas pneumonias, em especial quando causadas por S. pneumoniae, Legionella, Staphylococcus aureus e vírus influenza, são graves ou mesmo fatais para pacientes mais idosos e mais enfermos. Clique aqui e confira outras Dicas de Prova.

Fonte:MANUAL MSD Versão para Profissionais de Saúde

financiemnto do sus

Financiamento do SUS

Saiba como é a participação das três esferas de governo – municipal, estadual e federal – no financiamento do Sistema Único de Saúde/SUS. Doutora em Imunologia e Doenças Infecto-Parasitárias pela UFJF, Michelle Freitas é quem explica o tema. Assista o vídeo! Clique aqui e veja também as questões comentadas de provas.

Responsabilidades dos entes que compõem o SUS

União

A gestão federal da saúde é realizada por meio do Ministério da Saúde. O governo federal é o principal financiador da rede pública de saúde. Historicamente, o Ministério da Saúde aplica metade de todos os recursos gastos no país em saúde pública em todo o Brasil, e estados e municípios, em geral, contribuem com a outra metade dos recursos. O Ministério da Saúde formula políticas nacionais de saúde, mas não realiza as ações. Para a realização dos projetos, depende de seus parceiros (estados, municípios, ONGs, fundações, empresas, etc.). Também tem a função de planejar, elabirar normas, avaliar e utilizar instrumentos para o controle do SUS.

Estados e Distrito Federal

Os estados possuem secretarias específicas para a gestão de saúde. O gestor estadual deve aplicar recursos próprios, inclusive nos municípios, e os repassados pela União. Além de ser um dos parceiros para a aplicação de políticas nacionais de saúde, o estado formula suas próprias políticas de saúde. Ele coordena e planeja o SUS em nível estadual, respeitando a normatização federal. Os gestores estaduais são responsáveis pela organização do atendimento à saúde em seu território.

Municípios

São responsáveis pela execução das ações e serviços de saúde no âmbito do seu território.  O gestor municipal deve aplicar recursos próprios e os repassados pela União e pelo estado. O município formula suas próprias políticas de saúde e também é um dos parceiros para a aplicação de políticas nacionais e estaduais de saúde. Ele coordena e planeja o SUS em nível municipal, respeitando a normatização federal. Pode estabelecer parcerias com outros municípios para garantir o atendimento pleno de sua população, para procedimentos de complexidade que estejam acima daqueles que pode oferecer. (Fonte: Ministério da Saúde)

Atividade e ambiente protegem o cérebro

Atividades e ambiente protegem o cérebro do Alzheimer

Atividade e ambiente protegem o cérebro  do Alzheimer  é o que revela pesquisa. É preciso ter ambiente enriquecido e atividades alternadas para inibir a Atividade e ambiente protegem o cérebroformação de estruturas em nossos neurônios que prejudicam a comunicação entre essas células.

“O ambiente enriquecido pode proteger o cérebro do Alzheimer e melhorar a memória. É o que conclui recente estudo realizado pela professora Tânia Viel, coordenadora do Grupo de Pesquisa em  Neurofarmacologia do Evelhecimento (GPNFE) da Escola de Artes, Ciências e Humanidades a(EACH) da USP. Segundo reportagem publicada no site Jornal da USP , a variação das atividades e estímulos inibe a formação de estruturas em nossos neurônios que prejudicam a comunicação entre essas células.

Placas senis reduzem em ambientes dinâmicos

Os pesquisadores, através de testes em laboratório em camundongos, constataram menor quantidade das chamadas “placas senis” em animais que conviviam em ambiente enriquecido, comparados aos que viviam em ambiente normal. “Essas placas são aglomerados de peptídeos (conjuntos de aminoácidos) que agem de maneira danosa no cérebro, por meio da inflamação dos neurônios e, consequentemente, levam a sua destruição”, explica a reportagem.

Cérebro protegido com atividades e ambiente

Na entrevista, a coordenadora Tânia Viel acrescentou que “os benefícios foram constatados, inicialmente, pela melhora da memória espacial. Mas os melhores efeitos não foram evidenciados pelo comportamento, mas sim pela proteção do cérebro contra a agressão das placas senis. Atividades e ambiente protegem cérebro”

Como foi realizado o estudo sobre a proteção do cérebro contra o Alzheimer

Para o estudo, foram utilizados dois grupos de camundongos, um de controle – que vivia em uma pequena caixa com alimentação e apenas manipulação dos pesquisadores – e outro que contava com ambiente enriquecido, com estímulos, matérias e atividades diferentes, como, como novas decorações em seu ambiente e rodas de exercício.

Alternar trabalho e lazer é o caminho. Atividades e ambiente protegem cérebro

Para a professora, o estudo é de grande utilidade para todas as pessoas. “O nosso ambiente enriquecido é justamente manter uma alternância entre trabalho e lazer, ” disse. Portanto, praticar atividade física, além das rotineiras como manter uma vida social – teatro, cinema, show, jogos –  estudar ou sair para dançar, viajar e passear, por exemplo deixam o ambiente enriquecido.

Aumento da proteção

Estas atividades alternadas o produzem aumento das proteínas que protegem o cérebro. Um estudo anterior da professora já havia concluído que o ambiente traz benefícios à memória e que nunca é tarde para começar a proteção cerebral. Atividades e ambiente protegem cérebro!

O artigo está publicado na revista Frontiers in Aging Neuroscience e pode ser lido no site.

Vagas abertas Residência Médica 2019

26 vagas aberta para programas de residência médica


A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Cajazeiras, e o Centro Universitário de João Pessoa – Unipê abriram inscrições para o processo seletivo de ingresso no Programa de Residência Médica. Na UFCG em Cajazeiras, as vagas são destinadas à Unidade Acadêmica de Ciências da Vida (UACV). Nas duas instituições serão oferecidas 26 vagas.

Oito vagas para residência médica na UFCG – Cajazeiras

As oito vagas da UFCG são de Medicina Geral de Família e Comunidade, sendo seis para o município de Cajazeiras e duas para Uiraúna. Os interessados devem realizar as inscrições até o dia 22 de janeiro.

Confira o edital completo. O processo seletivo conta com uma prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, de conhecimentos gerais em Medicina, com de 100 questões nas áreas de Clínica Médica, Clínica
Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Medicina Preventiva e Social/Saúde Coletiva. O concurso para residência médica será aplicado no dia 10 de fevereiro, das 8h às 12h, na cidade de Cajazeiras. O resultado final será divulgado no dia 19 de fevereiro.

Mais 18 vagas na Unipê (JP)

São 18 vagas, divididas em cinco para a residência médica em Clínica Médica, três para Ginecologia e Obstetrícia e dez para a residência em Medicina de Família e Comunidade. Veja o edital.
Para se candidatar aos programas de Residência Médica, os candidatos devem possuir diploma ou declaração de conclusão de curso de graduação em Medicina, emitido por uma IES reconhecida pelo MEC.

Ainda é necessário possuir inscrição definitiva ou provisória no CRM-
PB, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, além de ter aptidão física e mental para o exercício das atividades.
O processo seletivo para residência médica será feito por meio de um exame de conhecimentos com uma Prova Objetiva, que ocorrerá no dia 27 de janeiro, no Campus do Unipê.

A prova terá 50 questões sobre Cirurgia Geral, Clínica Médica, Pediatria, Obstetrícia/Ginecologia e Medicina Social e Preventiva/Medicina de Família e Comunidade, sendo 10 questões de cada área de conhecimento. Os programas de residência médica terão
início dia 1º de março.

Editais de Residência Médica na Região Sul 2019

Abertos editais de residência médica na Região Sul

Dois editais são para Foz do Iguaçu, no Paraná, e outro para Itajaí, em Santa Catarina. Veja estes e outros editais no site revisamed.com.br

Editais de residência na Região Sul abertos. Em Foz do Iguaçu estão abertas 23 vagas para seleção nos Programas de Residência Médica de acesso direto da Secretaria Municipal da Saúde em: Cirurgia Geral, Clínica Médica, Medicina de Família e Comunidade, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria e Psiquiatria, possuindo como único pré-requisito a graduação em Medicina por Instituição de Ensino Superior, reconhecida e credenciada pelo MEC. O edital completo está disponível no site da Prefeitura de Foz do Iguaçu no endereço https://bit.ly/2TqhVzX.   As inscrições podem ser feitas até dia 10 de janeiro. As vagas são as seguintes: Cirurgia Básica: 02 vagas; Clínica Médica:10 vagas; Medicina de Família e Comunidade: 04 vagas; Ortopedia e Traumatologia: 02 vagas; Pediatria: 02 vagas; Psiquiatria: 03 vagas

Vagas para ginecologia e obstetrícia

Ainda em Foz do Iguaçu, o Hospital  Ministro Costa Cavalcanti, abriu inscrições para a realização de processo seletivo visando preenchimento de duas vagas no Programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia. O edital da Comissão de Residência Médica da Fundação de Saúde Itaiguapy foi publicado no Diário Oficial da União, no dia 27 de dezembro 2018. As inscrições deverão ser feitas somente pela Internet pelo site www.hmcc.com.br  até 16 de janeiro de 2019.

O edital completo e o detalhamento de todo o processo estão disponíveis no site www.hmcc.com.br

Em Itajai (SC), vagas na residência de clínica médica e cirurgia cardíaca

Hospital Marieta, em Itajai (SC), lançou o edital para o processo seletivo de médicos residentes. As vagas oferecidas para residência são nas especialidades clínica médica (3) e cirurgia cardíaca (1). As inscrições para participar da seleção iniciam no dia 5 de janeiro e encerram no dia 25 de janeiro de 2019. Os candidatos passarão por etapas diferenciadas, com notas atribuídas por meio de prova escrita e prova oral e com avaliação de currículo em entrevista. O edital completo e a ficha de inscrição podem ser conferidos em https://bit.ly/2ATbpdn

como escolher a sua residência médica

Vagas para Residência Médica no Rio

No Rio, vagas para residência médica em Niterói e Barra Mansa

como escolher a sua residência médica
Na hora de escolher a carreira médica é importante conhecer a rotina de cada especialidade médica

Confira as vagas de residência no Rio, para pediatria e em outras especialidades médica na Santa Casa de Misericórda de Barra Mansa. O programa de Residência Médica em Pediatria do Complexo Hospitalar de Niterói abre a partir de 14 de janeiro inscrições para o primeiro programa de residência médica em Pediatria do CHN, com duas vagas. Os alunos com graduação em Medicina poderão se inscrever até o dia 8 de fevereiro de forma presencial ou online mediante o pagamento de taxa de R$217.

Inscrição online: a ficha de inscrição deve ser preenchida, assinada, escaneada e enviada para o e-mail residência.cepin@chniteroi.com.br junto com o documento de identidade e comprovante de pagamento ou depósito, também escaneados.

Inscrição presencial: comparecer ao Centro de Apoio ao Médico (CAM), localizado no prédio do Centro Educacional de Niterói (térreo da Rua La Salle, nº 12, no centro de Niterói) de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, com o comprovante de pagamento e o documento de identidade.

A prova teórica, com 80 questões de múltipla escolha, será feita no dia 14/2, das 14h às 18h, e o gabarito será divulgado por e-mail e na COREME às 19h do mesmo dia. Já a segunda fase será a análise curricular, feita no próprio CHN, em 20/2. O resultado final será divulgado no site, no COREME e por e-mail no dia 21/2.

O edital do programa de residência médica em Pediatria, que terá duração de três anos e carga horária semanal de 60 horas, pode ser acessado pelo endereço https://bit.ly/2Vr4tOf  .

Santa Casa de Barra Mansa abre vagas em várias especialidades

A Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa lançou edital para inscrições para Processo Seletivo para vagas em residência de dois anos para Medicina da Família e Comunidade (4 vagas), área básica Cirurgia Geral (2 vagas) e Clínica Médica (4 vagas), e de três anos nas especialidades de Anestesiologia (2 vagas), Cirurgia Geral (2 vagas) e Ortopedia e Traumatologia (2 vagas).

A carga horária é de 60 horas e a bolsa de R$3.330,43. As inscrições serão realizadas até as 12h do dia 25 de janeiro. Todas as informações sobre processo seletivo de residência médica estão disponíveis em https://bit.ly/2Ar1wUU  .

 

Calendário da saúde 2019

Fique por dentro do calendário da Saúde 2019 com as principais datas comemorativas

O Revisamed, curso online preparatório para as provas de residência médica, selecionou para você as principais datas comemorativas da saúde e montou o calendário da saúde 2019 das diversas áreas correlatas, como medicina, enfermagem, fisioterapia, odontologia entre outras. Que tal estar em dia com todas as datas da saúde?  É importante para você que estuda ou atua na área. Confira:

JANEIRO

02/01 – Dia do Sanitarista

02/01 – Dia Nacional da Abreugrafia

04/01 – Dia do Hemofílico

19/01 – Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional

20/01 – Dia do Farmacêutico

24/01 – Dia da Previdência Social e do Aposentado

30/01 – Dia da Não Violência

FEVEREIRO

04/02 – Dia Mundial do Câncer (OMS)

05/02 – Dia Nacional da Mamografia

05/02 – Dia da Papiloscopia

07/02 – Dia Nacional de Luta dos Povos Indígenas

MARÇO

08/03 – Dia Internacional da Mulher

21/03 – Dia Nacional da Síndrome de Down

21/03 – Dia Mundial da Infância

21/03 – Dia Internacional contra a Discriminação Racial

22/03 – Dia Mundial da Água (OMS)

24/03 – Dia Mundial de Combate à Tuberculose

31/03 – Dia da Saúde e da Nutrição

ABRIL

04/04 – Dia Nacional do Parkinsoniano

06/04 – Dia Mundial da Atividade Física

07/04 – Dia Mundial da Saúde

08/04 – Dia Nacional do Sistema Braille

08/04 – Dia Mundial de Luta Contra o Câncer

14/04 – Dia do Técnico em Serviço de Saúde

16/04 – Dia Nacional da Voz

17/04 – Dia Internacional da Hemofilia

26/04 – Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

30/04 – Dia Nacional da Mulher

MAIO

01/05 – Dia Internacional do Trabalhador

08/05 – Dia Internacional da Cruz Vermelha

12/05 – Dia da Enfermagem

15/05 – Dia do Assistente Social

15/05 – Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares

18/05 – Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18/05 – Dia Nacional da Luta Antimanicomial

25/05 – Dia do Massagista

26/05 – Dia Nacional de Combate ao Glaucoma

28/05 – Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher

28/05 – Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna

29/05 – Dia Mundial da Saúde Digestiva

31/05 – O Dia Mundial Sem Tabaco

JUNHO

05/06 – Dia Mundial do Meio Ambiente

06/06 – Dia Nacional de Luta contra Queimaduras

06/06 – Dia Nacional do Teste do Pezinho

09/06 – Dia da Imunização

11/06 – Dia do Educador Sanitário

14/06 – Dia Mundial do Doador de Sangue

21/06 – Dia Nacional de Controle da Asma

26/06 – Dia Internacional de Apoio às Vítimas da Tortura

26/06 – Dia Internacional sobre o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas

JULHO

02/07 – Dia do Hospital

10/07 – Dia da Saúde Ocular

13/07 – Dia do Estatuto da Criança e do Adolescente

25/07 – Aniversário de Criação do Ministério da Saúde

28/07 – Dia Nacional da Prevenção de Acidentes do Trabalho

28/07 – Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

AGOSTO

01/08 – Semana Mundial da Amamentação

05/08 – Dia Nacional da Saúde

05/08 – Dia da Farmácia

08/08 – Dia Nacional de Combate ao Colesterol

24/08 – Dia da Infância

27/08 – Dia do Psicólogo

28/08 – Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento

29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo

31/08 – Dia do Nutricionista

SETEMBRO

01/09 – Dia do Profissional de Educação Física.

03/09 – Dia do Biólogo

05/09 – Dia Nacional de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística

05/09 – Dia do Oficial de Farmácia

08/09 – Dia Mundial da Raiva

08/09 – Dia Nacional de Luta por Medicamento

09/09 – Dia do Veterinário

10/09 – Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

19/09 – Dia do Engenheiro de Saneamento

21/09 – Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência

27/09 – Dia Nacional da Doação de Órgãos

29/09 – Dia Mundial do Coração

OUTUBRO

01/10 – Dia Nacional de Doação do Leite Humano

01/10 – Dia Nacional do Idoso

03/10 – Dia Mundial do Dentista

04/10 – Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde

10/10 – Dia Mundial da Saúde Mental

11/10 – Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

11/10 – Dia do Deficiente Físico

12/10 – Semana Nacional de Prevenção da Violência na Primeira Infância

13/10 – Dia do Terapeuta Ocupacional e Fisioterapeuta

16/10 – Dia Mundial da Alimentação

17/10 – Dia Nacional da Vacinação

18/10 – Dia do Médico

20/10 – Dia Mundial e Nacional da Osteoporose

25/10 – Dia Nacional da Saúde Bucal

25/10 – Dia do Cirurgião Dentista

27/10 – Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra

27/10 – Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes

29/10 – Dia Nacional e Mundial da Psoríase

30/10 – Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo

NOVEMBRO

10/11 – Dia Nacional da Surdez

14/11 – Dia Mundial do Diabetes

16/11 – Dia Nacional dos Ostomizados

20/11 – Dia da Consciência Negra

DEZEMBRO

01/12 – Dia Mundial de Luta Contra a Aids

02/12 – Dia Pan-Americano de Saúde

05/12 – Dia Nacional do Médico de Família e Comunidade

09/12 – Dia do Fonoaudiólogo

Acompanhe o blog Revisamed e fique por dentro de todas as notícias sobre como funciona a residência médica, os cursos, questões de provas, dicas e muito mais.

 

Dicas para estudar residência médica

Revisamed lista 10 dicas para passar nas provas de residência médica

Preparatório para Residência e dedicação: fórmula de sucesso para a carreira médica

A dúvida está na cabeça de muitos que acabaram de se formar em Medicina. Cursos extensivos, intensivos, revisões, simulados… Não é fácil saber o que estudar e como estudar. As ofertas de cursos preparatórios para a residência estão por toda a parte.

Mas, basta fazer um curso preparatório para garantir a tão sonhada vaga? A resposta entre os educadores é unânime: não. Dedicação aos estudos (e muita!) aliada à qualidade dos cursos preparatórios são os principais ingredientes da fórmula do sucesso nas provas de residência médica.

Avalie os conteúdos, a expertise da equipe de professores, a qualidade das videoaulas, os conteúdos completares disponibilizados e o custo x benefício, porque, afinal, o preço também pesa na hora da escolha. E, claro, leve em conta as 10 dicas para passar na residência.

Definido o curso preparatório de residência adequado ao seu perfil, elabore um planejamento de estudos. Pode parecer simples, mas disciplina e organização influenciam diretamente no seu aprendizado e preparação.

Confira as 10 dicas para estudar e passar nas provas de residência médica:

  1. Selecione os editais de seu interesse e confira as provas dos processos anteriores
  2. Estabeleça metas de estudo semanal e tenha noção real do tempo disponível para estudos
  3. Estabeleça uma rotina e faça um quadro de horários
  4. Faça uma relação dos conteúdos que mais precisa estudar, o que tem mais facilidades e o que mais gosta
  5. Inicie pelos conteúdos que precise estudar mais
  6. Não despreze os conteúdos de Pediatria e Preventiva
  7. Verifique o que é cobrado nas questões e de que modo é cobrado (verbos utilizados para verificar a taxonomia da questão – são questões de memória? São de análise?)
  8. Foque em assuntos que você tem mais dificuldade
  9. Estabeleça horário e lugar fixo de estudo
  10. Elabore questões sobre o tema estudado

Didática e professores qualificados fazem a diferença

O curso preparatório para residência ajuda o estudante a consolidar e ampliar os conhecimentos. Conhecer bem a didática e a expertise dos professores é um grande passo para o êxito nas provas de residência, cada vez mais concorridas. Professores qualificados e que têm intimidade com as provas, muitos exercícios e tecnologia são decisivos para você conquistar o seu sonho.

Cursos R! e R3 para residência

Dia Nacional do Hemofílico: saiba mais sobre a doença

Dia Nacional do Hemofílico

4 de janeiro é celebrado o Dia Nacional do Hemofílico. A hemofilia é uma doença genético-hereditária que causa deficiência quantitativa e qualitativa nos fatores de coagulação do sangue e, geralmente, se manifesta quase que exclusivamente em homens.

Esta doença foi difundida na mídia do Brasil quando o sociólogo Betinho e os irmãos dele, o cartunista Henfil e o compositor Chico Mário, morreram após contraírem a AIDS em transfusões de componentes sanguíneos a que eram submetidos, periodicamente, devido à hemofilia.  Devido o falecimento do cartunista Henfil em 1988, no mesmo dia – a data ficou instaurada como Dia Nacional do Hemofílico.

Saiba mais sobre a hemofilia

A hemofilia é uma doença hemorrágica derivada de uma alteração no sangue causada por uma mudança no material genético do cromossomo X, uma estrutura que fica na célula humana e guarda a informação passada hereditariamente. Nas pessoas com hemofilia, traumas aparentemente simples podem causar hemorragias graves, ameaçando a vida delas ou deixando sequelas, como a perda da mobilidade. Os portadores dependem de transfusões de sangue e da administração dos fatores de coagulação, que o corpo não consegue produzir, disponibilizados pelo SUS para estes pacientes.

De acordo com o site Unidos pela Hemofilia, estima-se que no mundo existam cerca de 350.000 (trezentos e cinquenta mil) casos. A hemofilia A (défice de fator VIII) é mais frequente, estimando-se que 1 em cada 10.000 (dez mil) indivíduos seja afetado. No caso da hemofilia B (défice de fator IX) estima-se que a incidência seja de 1 indivíduo em cada 50.000 (cinquenta mil). No Brasil estima-se que a doença afeta mais de 12 mil brasileiros

A hemofilia não tem cura e a base do tratamento da doença é por meio da infusão do concentrado de fator de coagulação deficiente, que pode ser de origem plasmática ou recombinante.

As hemorragias espontâneas e sem causa aparente acontecem geralmente nas partes do corpo onde há mais atividade e esforço físico envolvido, como joelhos e tornozelos. Extremidades como cotovelo, quadril e ombro também podem ser atingidos. Esses sangramentos podem causar dor, inchaço, além de parada do movimento no local atingido. Se esses sangramentos ocorrerem no tecido subcutâneo, em baixo da pele, geram hematomas.