Carregando...

Confira questão comentada de pneumonia adquirida na comunidade

A pneumonia adquirida na comunidade desenvolve-se em indivíduos com pouco ou nenhum contato com instituições ou ambientes médicos. Os patógenos mais comumente identificados sãoStreptococcus pneumoniaeHaemophilus influenzae, bactérias atípicas (i. e., Chlamydia pneumoniaeMycoplasma pneumoniae e Legionella sp) e vírus. Os sinais e sintomas compreendem febre, tosse, produção de escarro, dispneia, taquipneia e taquicardia.

Questão comentada Revisamed

Leandro, de 27 anos, saudável, recebe o diagnósticos de pneumonia comunitária, sendo medicado com azitromicina. No 5° dia é reavaliado,estando afebril há 72 horas com estabilidade respiratória e hemodinâmica, mas sem melhora na radiografia de tórax de controle. Das alternativas a seguir, qual deve ser adotada?

Alternativas

A) Manter azitromicina por 7 a 10 dias

B) Associar antibiótico para enterobacterias

C) Considerar tratamento concluído

D) Mudar antibiótico para cefalosporina

E) Mudar o antubiótico para quinolona

Comentário do Especialista

O paciente já está afebril há 72 horas e sem alterações ao exame físico. Não há nem indicação para radiografia de tórax no quinto dia de tratamento em paciente com boa resposta terapêutica. A radiografia pode levar até 4 semana para se normalizar.

site desta diferencias do Revisamed

Portal de conteúdo e negócios evidencia inovação do Revisamed

Matéria destaca diferenciais do preparatório para residência

O Universo de Negócios, portal nacional de divulgação de notícias e conteúdos relevantes para negócios dos mais variados segmentos, publicou nesta terça-feira, 23/04, informações sobre o curso Revisamed, em especial, os diferenciais que o estudante de Medicina ou o médicos encontram no curso, tanto para a preparação paras as provas de residência médica quanto para os cursos de atualização em medicina.

Confira abaixo o link da reportagem

A possibilidade de se preparar ou manter-se atualizado faz com que os médicos tenham oportunidade de crescimento na carreira profissional. Veja reportagem na íntegra no link abaixo.http://universodenegocios.com.br/curso-online-revisamed-inova-na-preparacao-para-as-provas-de-residencia-e-na-atualizacao-medica/

Mais de 60% dos médicos tem título de especialista

No Brasil, 62,5% dos médicos (452 mil) têm um ou mais títulos de especialista. Os dados são oriundos da pesquisa Demografia Médica 2018, realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com o apoio institucional do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

Metodologia inovadora facilita vida do estudante

Com uma metodologia inovadora, o curso Revisamed permite que o estudante se prepare quando e onde quiser, com total flexibilidade e liberdade. Os materiais de estudo são classificados por relevância e os conteúdos são preparados em formatos exclusivos para facilitar o dia a dia do estudante. Outro diferencial do Revisamed é a equipe de professores altamente qualificada – especialista, mestres e doutores – todos com ampla experiência na prática médica e no ensino na área de saúde.

Aulas mais curtas para melhor fixação do conteúdo

Em cada tema das videoaulas, os professores são médicos especializados naquela área. A equipe ultrapassa a 50 profissionais de todas especialidades médica. Além deste diferencial, destaque para os formatos do conteúdo apresentado na chamada “trilha de estudo Revisamed”. Cada tema é apresentado em três módulos com videoaulas em média de 30 minutos cada, facilitando a assimilação. O estudante conta também com os cadernos digitais, uma versão compacta de uma apostila do tema, e as questões selecionadas e comentadas de residência médica.

Outros conteúdos para aprofundar conhecimento

Ainda são disponibilizadas provas na íntegra das principais instituições de ensino médico do país, acesso a biblioteca Evolution/Elsevier e as diretrizes médicas, todos recursos adicionais para aqueles que querem aprofundar os seus conhecimentos. O estudante ainda tem possibilidade de downloads para acesso offline. Para colocar tudo “no ar”, uma equipe de experts em plataforma digital, webdesigner, produção, gravação e edição das videoaulas, suporte e atendimento atua nos bastidores na produção dos conteúdos.

 

professor grava videoaula

Revisamed é destaque no maior portal de saúde da América Latina

Portal Saúde Business fala dos recursos inovadores do Revisamed para a atualização constante de médicos

O Revisamed, preparatório para residência médica e atualização em medicina, recebeu destaque no portal Saúde Business, o maior portal de conteúdo de negócios em saúde da América Latina. Em reportagem postada nesta quinta, 11/04, com o título “Atualização médica: uma exigência da medicina moderna”, o artigo fala da necessidade do constante aprimoramento dos médicos diante dos novos conceitos da medicina. Além de ser o maior portal da América Latina, o Saúde Business é referência de atualização e educação para mais de dois milhões de gestores anualmente. Acesse e leia a publicação em https://saudebusiness.com/profissionais/educacao

REPORTAGEM NA CATEGORIA EDUCAÇÃO ABORDA NOVOS CONCEITOS DA GESTÃO EM SAÚDE

Pulicada na categoria educação, a reportagem destaca os novos conceitos da gestão em saúde que buscam o equilíbrio entre a melhor experiência na assistência médica do paciente, com a melhor prática médica e com o menor impacto econônimo. Nesta linha, a atualização dos profissionais acaba sendo uma exigência, já que os novos conceitos inserem também a satisfação do profissional, que se traduz em “conseguir que os profissionais da área da saúde enxerguem alegria e significado no seu trabalho, ou seja, sentimento de sucesso, de realização e de conseguir ver importância do seu desempenho diário”.

DESAFIOS PARA PROFISSIONAIS QUE NÃO PARAM

A grande questão levantada pelo artigo diz respeito ao desafio do profissional médico de se manter atualizado diante de uma profissão que por si só enseja em uma rotina desgastante, entre consultório, hospital, plantões…Neste aspecto, a resposta para os profissionais médicos está em aproveitar com qualidade o (curto) tempo disponível. No mercado em expansão de tecnologia aplicada ao ensino à distância, os cursos online se firmam como um meio eficiente e capaz de suprir esta demanda crescente”.

Coordenador do Revisamed, o médico pneumologista fala exatamente da proposta do Revisamed que, além de preparar o estudante o médico recém-formado para o ingresso na residência médica, oferece atualizações em medicina com conteúdo diferenciado e capaz de manter o profissional sempre atualizado, o que reflete no sucesso de sua carreira médica.

“Compreendemos que o grande desafio neste cenário é conseguir oferecer atualização para um profissional que quase nunca para. Neste sentido, o Revisamed traz uma proposta de atualização compacta, estruturada de maneira tal que o médico pode aproveitar até pequenos intervalos, como o tempo parado no trânsito, para manter-se atualizado”, destaca Júlio Abreu na reportagem.

PROPOSTA É FORMAR E INFORMAR EXECUTIVOS DA SAÚDE

A proposta do Saúde Business é formar e informar o executivo de saúde. Há mais de 15 anos o portal trabalha desenvolvendo um conteúdo proprietário e centrado nos principais gestores do país, acompanhamos as notícias e tendências que impactarão no dia-a-dia dos profissionais,hospitais, operadoras, centros diagnósticos, farmacêuticas e clínicas do país.

 

videoaulasobre videocirugia para provas de residência médica

Curso online Revisamed inova na preparação para as provas de residência

No Brasil, 62,5% dos médicos têm um ou mais títulos de especialista

No mercado em expansão de tecnologia aplicada ao ensino à distância, o curso preparatório para as provas de residência e atualização médica, Revisamed desponta como uma nova oportunidade. O estudante de Medicina (ou médico recém-formado) pode se se preparar e adquirir novos conhecimentos online para crescimento na carreira médica.

No Brasil, 62,5% dos médicos (452 mil) têm um ou mais títulos de especialista. Os dados constam da pesquisa Demografia Médica 2018. O estudo foi realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com o apoio institucional do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp).

METODOLOGIA PERMITE FLEXIBILIDADE E LIBERDADE NOS ESTUDOS PARA AS PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA

Com uma metodologia inovadora, o curso Revisamed permite que o estudante se prepare quando e onde quiser. Em outras palavras, ele tem total flexibilidade e liberdade. Os materiais são classificados por relevância e os conteúdos têm formatos exclusivos para facilitar o dia a dia do estudante e a sua preparação para as provas de residência ou atualização médica.

Além disto, outro diferencial do Revisamed é a equipe de professores altamente qualificada – especialista, mestres e doutores – todos com ampla experiência na prática médica e no ensino na área de saúde.

Capa do Caderno Digital Revisamed no formato perguntas e respostas. Exclusividade e facilidade de estudo.
Caderno digital é uma exclusividade do Revisamed

VIDEOAULAS COM MÉDICOS DE CADA ESPECIALIDADE FACILITAM ASSIMILAÇÃO NA ATUALIZAÇÃO MÉDICA E NAS PROVAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA

Em cada tema das videoaulas, os professores são médicos especializados naquela área. A equipe ultrapassa a 50 profissionais de todas especialidades médica.

Além disto, outro diferencial que merece, destaque são os formatos do conteúdo apresentado na chamada “trilha de estudo Revisamed”. Cada tema é apresentado em três módulos com videoaulas em média de 30 minutos cada, facilitando a assimilação.

O estudante conta também com os cadernos digitais, versão compacta de uma apostila do tema, e as questões selecionadas e comentadas de residência. Objetivo, o caderno digital facilita um estudo de qualidade na preparação para provas de residência ou atualização médica.

MATERIAIS DE APOIO E POSSIBILIDADE DE DOWNLOADS

Além disso, são disponibilizadas provas na íntegra das principais instituições de ensino médico do país. O estudante tem acesso a biblioteca Evolution/Elsevier e às diretrizes médicas, em suma recursos adicionais para aqueles que querem aprofundar os seus conhecimentos. O estudante ainda tem possibilidade de downloads para acesso offline.

Para colocar tudo “no ar”, uma equipe de experts em plataforma digital, webdesigner, produção, gravação e edição das videoaulas, suporte e atendimento atua nos bastidores na produção dos conteúdos.

Capas de provas das principais instituições do país
Provas na íntegra das principais instituições de ensino do país

CURSO PRÁTICO DE MEDICINA NO MODELO OSCE PREPARA PARA AS PROVAS PRÁTICAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA

Além dos preparatórios para as provas de residência médica R1-R3 e R4 – com modalidades de acesso de 12 meses, 14 meses, 24 meses, 24 meses mais o módulo de discussão de casos clínicos, o estudante de medicina pode fazer outro curso do Revisamed, para se preparar para as provas práticas exigidas em alguns concursos de residência. O Curso Prático de Medicina baseado no modelo OSCE, realizado em instituições parceiras, avalia o desempenho e mede a habilidade e a competência clínica do estudante.

Durante o curso, são analisadas as habilidades cognitivas, afetivas e psicomotoras para o exercício de tarefas específicas, a comunicação e a integração com o paciente, as atitudes e os valores éticos dos futuros profissionais de saúde. Portanto, neste curso presencial, os estudantes têm a oportunidade de vivenciar a realidade de uma prova prática de residência.

PREPARATÓRIO FACILITA VIDA DO ESTUDANTES

Para o médico que deseja adquirir novos conhecimentos ou se aperfeiçoar em determinada área, o Revisamed-Revisional de Medicina oferece uma série de cursos de atualização. Os Cursos de Atualização Médica em Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria e Ginecologia e Obstetrícia têm acesso online por um ano e com a mesma estrutura dos preparatórios para residência médica.

Além disto, o Revisamed também oferece cursos presenciais – Cardiologia (online e presencial) – Reprodução Humana, Procedimentos Práticos em Emergência e Medicina Baseada em Evidências. Os cursos presenciais são realizados em instituições parceiras com todos recursos, como laboratório de simulação realística. Resumindo, os cursos oferecidos pelo Revisamed abrem um leque de possibilidades para quem deseja estar sempre atualizado.

Para conhecer mais um pouco do Revisamed acesse: www.revisamed.com.br/ @revisamed_oficial / https://www.facebook.com/orevisamed/

Veja questão de prova de residência médica da UNIRG-TO

Saiba mais sobre a hidrossalpinge

A hidrossalpinge é uma dilatação da tuba uterina que ocorre quando há obstrução da extremidade tubária próxima ao ovário e a tuba acumula secreção.

Isto normalmente ocorre como consequência de uma infecção do útero e das tubas uterinas (moléstia inflamatória pélvica), mas também pode ocorrer em mulheres com endometriose e naquelas com aderências abdominais causadas por cirurgias ou outras infecções.

É possível fazer uma cirurgia para desobstruir a tuba uterina (salpingoplastia/neossalpingostomia), porém a ocorrência de gravidez após esta cirurgia depende do grau de dilatação da tuba uterina, da causa da obstrução, do estado da porção interna da tuba (endossalpinge) e se a obstrução não irá acontecer novamente.

Além disto, eleva-se o risco de gestação ectópica (na tuba uterina). Assim, cada caso deve ser avaliado individualmente para verificar a melhor alternativa. Em algumas situações é preferível remover a tuba uterina a desobstrui-la. ( Site Minha Vida)

 

Hipótese de Síndrome de Ogilvie. Teste seu conhecimento!

Fernanda, 28 anos, foi submetida a uma operação de cesariana, evoluiu no P.O. com grande distensão abdominal, e dor difusa à palpação, porém sem sinais de irritação peritoneal. Raio X do abdome com grande distensão colônica com diâmetro cecal estimado em 10 cm. Foi levantada a hipótese de síndrome de Olgilvie, sendo tentadas todas as medicas clínicas iniciais sem sucesso. A medida mais apropriada agora é: …

Saiba mais sobre a Síndrome de Ogilvie

A Síndrome de Ogilvie ou pseudo-obstrução aguda do cólon é uma entidade rara, que geralmente ocorre em pacientes hospitalizados portadores de alguma doença clínica ou cirúrgica. É caracterizada principalmente por acentuada distensão do grosso intestino com ausência de qualquer mecanismo de obstrução mecânica. Se este processo não for de alguma maneira interrompido, o ceco, que é a área que atinge maior grau de dilatação, poderá romper-se e conseqüentemente evoluir para um gravíssimo quadro de sepse abdominal.

Síndrome Ogilvie foi descrita em 1958

Descrita pela primeira vez em 1948 por Heneage Ogilvie, esta síndrome, que leva seu nome, permanece até hoje com sua exata fisiopatologia ainda desconhecida, parecendo ser conseqüência de alguma alteração no equilíbrio dos estímulos simpático e parassimpático, da inervação autônoma dos cólons. A dificuldade em estabelecer sua real incidência, também foi relatada por Stephenson e col, em decorrência de que alguns casos podem ter resolução espontânea.

   As mais variadas formas de doenças têm sido descritas na literatura como sendo capazes de ocasionar as alterações que desencadeiam este problema. Cirurgia recente em qualquer órgão ou sistema,, queimaduras, trauma miocardiopatia severa, infarto, septicemia, entre outras, foram as mais citadas. A Síndrome de Ogilvie é mais relatada em pacientes idosos, independentemente da raça e com predomínio no sexo masculino. O quadro clínico é caracterizado pela distensão abdominal aguda, progressiva e universal.

Náuseas, vômitos, parada de eliminação de flatos e fezes e hipertimpanismo à percussão também compõem o quadro. A ausculta do abdômen traduz como regra uma diminuição de peristaltismo tanto no timbre quanto na sua freqüência. A palpação mostra sensibilidade aumentada, porém quando associada a sinais de irritação peritoneal, a possibilidade de isquemia ou ruptura do ceco deve ser sempre considerada. Outros sinais ou sintomas que indicam esta complicação são febre alta, agravamento da dor e leucocitose.

Radiologicamente observa-se acentuada distensão entérica principalmente as custas de todo o intestino grosso, porém sem nenhuma evidência de obstrução mecânica. Ainda pelo exame radiológico podemos mensurar a área do ceco, que quando atinge a marca de 12 cm, aumenta em muito a possibilidade de ruptura2 deste segmento. O diagnóstico é feito por exclusão, baseado nos achados clínicos e exames complementares de imagens, devendo sempre afastar qualquer processo oclusivo de natureza mecânica.

Abordagem terapêutica

A abordagem terapêutica desta enfermidade é eminentemente clínica fundamentada na reposição hidroeletrolítica adequada, na aspiração por cateterismo nasogástrico e no tratamento da doença básica. Medicamentos que possam diminuir o peristaltismo devem ser descartados. O uso de parassimpático mimético obtém resultados satisfatórios, segundo Ponec, Laine, e Stephson .

Entretanto, estes autores chamam a atenção para os efeitos colaterais que estes fármacos podem acarretar (bradicardia, broncoespasmo, aumento da salivação e das secreções das vias aéreas entre outras), e advertem ainda que devam ser contra indicados em pacientes com infarto do miocárdio, ou em uso de betabloqueadores.

Foto mostra imagens de exames de imagens com o médico apontando uma caneta para uma das imagens
Com o Caiu na Prova do Revisamed, você acompanha as questões de residência médica

A colonoscopia é de grande importância nestes pacientes, pois além de confirmar a inexistência de processo obstrutivo mecânico, pode ainda propiciar a aspiração do conteúdo dos cólons, diminuindo assim o grau de distensão abdominal. Entretanto, este procedimento além de fracassar em cerca de 40% dos casos não é isento de riscos. A dificuldade técnica em realizá-lo devido à ausência de preparo e a grande distensão do intestino pode ter como conseqüência uma perfuração colônica.

Nos casos em que fracassam a abordagem clínica ou colonoscopia, ou ainda em vigência de sinais e sintomas compatíveis com isquemia ou perfuração do ceco, a laparotomia exploradora se faz necessária. A abordagem mais utilizada tem sido a cecostomia com tubo. Entretanto nos pacientes com isquemia ou ruptura do ceco, impõe-se a ressecção da área isquêmica ou perfurada.

Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica – SBPC

Médico sorridente

Pesquisa aponta razão entre médico especialista e generalista no Brasil

Expansão de programas de residência contribui para maior número de médicos especialistas

Dos 452.801 médicos em atividade no Brasil, 62,5% têm um ou mais títulos de especialista e os outros 37,5% não têm título algum. São 282.298 especialistas e 169.479 generalistas (médicos sem título de especialista). A razão corresponde a 1,67 especialista para cada generalista. Entre 2015 e 2017 foram acrescidos 53.436 médicos com títulos de especialista.

Os dados são do estudo Demografia Médica 2018, pesquisa que permite afirmar que o número de especialistas vem crescendo no país, sobretudo em função da expansão de programas e vagas de residência médica. Veja pesquisa em https://www.revisamed.com.br/blog/demografia-medica-2018/

A pesquisa considera apenas os dois caminhos oficiais que levam o médico a ser reconhecido como especialista no Brasil: a conclusão de programa de residência médica e a obtenção de título via Sociedade de Especialidade Médica. São considerados os médicos com títulos em 54 especialidades médicas reconhecidas, em vários cenários (por estado, região, sexo, faixa etária e número de títulos por especialidade).

Confira

  • Região Sul: 2,27 especialistas para cada generalista
  • Região Nordeste: 1,34 especialistas para cada generalista
  • Região Norte 1,06: 1,06 especialista para cada generalista
  • Região Centro-Oeste: 1,93 especialistas para cada generalista
  • Distrito Federal: 2,76 especialistas para cada generalista
  • Região Sudeste: 1,68 especialista para cada generalista

Em 5 anos, número de médicos aumentou 665%

Em todo Brasil, a maior concentração de médicos especialistas está no Distrito Federal. O Sudeste tem praticamente a mesma taxa do Brasil como um todo, que é 1,67. O mesmo estudo constatou que nunca houve um crescimento tão grande da população médica no Brasil num período tão curto de tempo. Em pouco menos de cinco décadas, o total de médicos aumentou 665,8%, ou 7,7 vezes. Por sua vez, a população brasileira aumentou 119,7%, ou 2,2 vezes.

No entanto, esse salto não trouxe os benefícios que a sociedade espera. Apesar de contar, em janeiro de 2018, com 452.801 médicos (razão de 2,18 médicos por mil habitantes), o Brasil ainda sofre com grande desigualdade na distribuição da população médica entre regiões, estados, capitais e municípios do interior.

Estes e outros dados constam da pesquisa Demografia Médica 2018, realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com o apoio institucional do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

(Fonte: Pesquisa Demografia Médica 2018)

neoplasias colorretal

Fatores de risco para as neoplasias colorretais. Dica de prova Revisamed

O Revisamed preparou mais uma #dicadeprova. A médica Cristiane de Souza Bechara, proctologista e membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia, fala sobre os fatores de risco modificáveis para as Neoplasias Colorretais. Acompanhe.

 

Como posso prevenir o câncer colorretal?

Assim como métodos preventivos para outros tipos de câncer, é interessante que o indivíduo tenha sempre hábitos de vida saudáveis, com alimentação rica em frutas, verduras, cereais integrais e exercícios físicos. Os alimentos ricos em fibras protegem o intestino porque facilitam a evacuação, aceleram o trânsito intestinal e diminuem o tempo de contato das substâncias carcinógenas (que levam a formação de câncer) com a parede do intestino.

Estilo de vida

A reflexão sobre o seu estilo de vida é sempre uma forma de prevenir qualquer tipo de câncer, pois ao buscar equilíbrio, você certamente atingirá uma vida saudável. Confira algumas dicas para a prevenção do câncer colorretal:

  • Praticar exercícios físicos regulares
  • Não fumar
  • Não ingerir bebidas alcóolicas
  • Não ingerir alimentos defumados, enlatados ou embutidos
  • Não ingerir alimentos com corantes e/ou conservantes
  • Remover pólipos do intestino se diagnosticados pela colonoscopia
  • Ingerir alimentos ricos em vitamina C e E
  • Dieta rica em fibras e com pouca gordura de origem animal
  • Quais são os fatores de risco para o câncer colorretal?

Dieta com alto teor de gordura e pouca fibra, ingestão de carnes gordas assadas em carvão, frituras, manteiga, queijos amarelos, alimentos com corantes, alimentos salgados e defumados (lingüiças, salames, salaminhos) que liberam nitrosaminas no intestino, que são substâncias cancerígenas.

  • Falta de exercícios físicos.
  • Fumo e álcool: o consumo de ambos está relacionado com vários tipos de tumores, incluindo o câncer do cólon e reto.
  • Idade: quanto maior a idade, maior o risco. A idade é um fator de risco importante, o câncer colorretal é mais comum após os 50 anos, contudo a doença pode ocorrer em pessoas mais jovens.
  • Pólipos: São tumores benignos, parecidos com verrugas que se desenvolvem na parede interna do cólon e reto. Cerca de 60% dos pólipos do intestino são adenomas e podem apresentar potencial para a malignidade. É importante o diagnóstico e tratamento precoce, principalmente após os 50 anos e se houver história de câncer colorretal na família.
  • História familiar de câncer intestinal: quanto mais pessoas de uma mesma família tiverem diagnóstico de câncer colorretal, maior o risco de se desenvolver a doença. Se o indivíduo tiver parentes próximos (pai, mãe, irmão, tios ou avós) que tiveram câncer de intestino, o risco de contrair a doença aumenta muito, especialmente se a doença acometeu um parente com menos de 40 anos de idade.
  • Antecedentes pessoais de outros tipos de câncer: Mulheres que tiveram câncer de ovário, endométrio (útero) ou da mama têm maior risco de desenvolver câncer colorretal.
  • Doença inflamatória intestinal: A retocolite ulcerativa (doença inflamatória intestinal que ocorre na mucosa do cólon) e a Doença de Crohn (inflamação crônica que pode atingir toda a extensão do aparelho digestivo – desde o esôfago até o ânus) são doenças inflamatórias do intestino, benignas, mas causadoras de inflamação da mucosa do aparelho digestivo. Estas doenças geram um maior risco de câncer colorretal, principalmente, após 8 anos de evolução. (Texto extraído do site do Hospital do Amor )

 

hospital e materniadade therezinha de Jesus recebe novos residentes

Hospital de ensino HMTJ recebe novos residentes

Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, 100% SUS, é Acreditado com Excelência pela ONA

O Hospital em Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ), em Juiz de Fora – MG -, recebeu um novo grupo de médicos para os programas de residência médica da instituição, que tiveram início em 11/03. O processo de seleção do HMTJ contou com a participação de profissionais de 25 faculdades diferentes do país.

Os programas de residência do HMTJ são reconhecidos nacionalmente por ser o HMTJ um dos poucos hospitais de ensino do Brasil e 100% SUS, Acreditado com Excelência no nível máximo pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Neste último processo para os programas de residência médica, foram oferecidas 39 vagas nas diversas especialidades médicas. Veja:

  • Anestesiologia – 4 vagas
  • Cirurgia Geral – 4 vagas
  • Clínica Médica – 10 vagas
  • Medicina de Família e Comunidade – 2 vagas
  • Neurologia – 1 vaga
  • Ginecologia e Obstetrícia – 3 vagas
  • Ortopedia e Traumatologia – 3 vagas
  • Pediatria – 4 vagas
  • Cardiologia – 2 vagas
  • Medicina Intensiva – 2 vagas
  • Neonatologia – 2 vagas

Saiba como escolher a sua residência médica

Hospital Universitário e Maternidade Escola da UFRN abrem vagas para residência médica

Vagas são para residência em cirurgia videolaparoscópica, endocrinologia pediátrica, infectologia, patologia, neonatologia e medicina intensiva

Os hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC) – abrem inscrições para programa de Residência Médica 2019. São disponibilizadas nove vagas, distribuídas nos programas de cirurgia videolaparoscópica, endocrinologia pediátrica, infectologia, patologia, neonatologia e medicina intensiva.

As inscrições serão feitas através do email inscricoes2huol@gmail.com, nos dias 20, 21 e 22 de fevereiro, com taxa de R$ 180. Todos os programas terão início em 1º de março de 2019 e a bolsa auxílio é de R$ 3.330,43.

O candidato fará uma prova com questões de Múltipla Escolha, contendo 25 questões para as provas do PRM em Endocrinologia Pediátrica, Cirurgia Videolaparoscopica, Infectologia, Patologia , Neonatologia e Medicina Intensiva. A prova objetiva valerá, no máximo, 10 (dez) pontos. Cada questão da Prova Objetiva terá igual valor. De acordo com o Programa, será eliminado o candidato que estiver incluído em pelo menos, uma das situações a seguir:

  • não obtiver o mínimo de 60% de acertos no total das questões válidas da Prova
  • preencher a Folha de Respostas com lápis grafite (ou lapiseira); ou
  • deixar de comparecer à prova objetiva

O cálculo da Nota da Prova Objetiva será o produto entre o número de acertos e o valor de cada questão válida. Os candidatos aprovados serão classificados de acordo com o programa, na ordem decrescente dos valores das Notas Finais (NF). O candidato que tiver participado e cumprido integralmente o estabelecido no Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (PROVAB), receberá pontuação adicional na nota final considerando-se o que estabelece a Resolução nº 3, de 16 de setembro de 2011, e a Resolução nº 1, de 2 de janeiro de 2014, do Conselho Nacional de Residência Médica.

A Prova Teórica (Múltipla Escolha) será realizada no dia 25 de fevereiro de 2019, no Hospital Universitário Onofre Lopes, sala 5, quarto subsolo. Consulte o edital em revisamed.com.br

questão comentada de pneumoloiga

Questão comentada de Pneumologia Revisamed

Teste seu conhecimento e veja comentário do especialista

Questão comentada de Pneumologia. Um paciente de 70 anos, que mora com a família, procura a Emergência com queixa de febre de 38ºC há 2 dias, tosse produtiva com catarro amarelado e espesso e dor na base do hemitórax esquerdo ao respirar profundamente. Com antecedentes de tabagismo, afirma que deixou de fumar há 10 anos. No exame físico do tórax, observam-se estertores crepitantes na base do pulmão esquerdo. Além disso, tem FR = 24IRPM, FC = 105bpm e PA = 110 x 70mmHg. Com relação ao diagnóstico, é correto afirma que… Confira o video abaixo.

 

Saiba mais sobre a Pneumonia

A pneumonia é uma infecção que se instala nos pulmões, órgãos duplos localizados um de cada lado da caixa torácica. Pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro).

questão comentada de pneumoloiga

Basicamente, pneumonias são provocadas pela penetração de um agente infeccioso ou irritante (bactérias, vírus, fungos e por reações alérgicas) no espaço alveolar, onde ocorre a troca gasosa.

Esse local deve estar sempre muito limpo, livre de substâncias que possam impedir o contato do ar com o sangue. Diferentes do vírus da gripe, que é altamente infectante, os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos facilmente.

Sintomas:

  • febre alta;
  • tosse;
  • dor no tórax;
  • alterações da pressão arterial;
  • confusão mental;
  • mal-estar generalizado;
  • falta de ar;
  • secreção de muco purulento de cor amarelada ou esverdeada;
  • toxemia (danos provocados pelas toxinas carregadas pelo sangue);
  • prostração (fraqueza).

Fatores de risco:

  • fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;
  • álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;
  • ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias;
  • resfriados mal cuidados;
  • mudanças bruscas de temperatura.

Diagnóstico: 

Exame clínico, auscultação dos pulmões e radiografias de tórax são recursos essenciais para o diagnóstico das pneumonias.

Tratamento:

O tratamento das pneumonias requer o uso de antibióticos e a melhora costuma ocorrer em três ou quatro dias. A internação hospitalar pode fazer-se necessária quando a pessoa é idosa, tem febre alta ou apresenta alterações clínicas decorrentes da própria pneumonia, tais como: comprometimento da função dos rins e da pressão arterial, dificuldade respiratória caracterizada pela baixa oxigenação do sangue porque o alvéolo está cheio de secreção e não funciona para a troca de gases.

Recomendações:

  • não fume e não beba exageradamente;
  • observe as instruções do fabricante para a manutenção do ar-condicionado em condições adequadas;
  • não se exponha a mudanças bruscas de temperatura;
  • procure atendimento médico para diagnóstico precoce de pneumonia, para diminuir a probabilidade de complicações.


IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Fonte: Biblioteca Virtual em Saúde – Ministério da Saúde

Especialidades Médicas

Especialidades Médicas filiadas à Associação Médica Brasileira – AMB

Conheça as sociedades de especialidade filiadas à AMB

Saiba quais são as especialidades médica filiadas à Associação Médica Brasileira (AMB). A AMB é uma sociedade sem fins lucrativos que tem a missão de defender a dignidade do médico e a assistência de qualidade à saúde da população brasileira.

A AMB conta com 27 associações médicas estaduais e 396 associações regionais. Seu Conselho Científico é composto por sociedades de especialidades que representam as especialidades reconhecidas no Brasil.

Desde 1958, a AMB concede Título de Especialista aos médicos aprovados em rigorosas avaliações teóricas e práticas com o objetivo de buscar o aprimoramento científico e a valorização profissional do médico.

Através da sua Comissão Nacional de Acreditação, a AMB trabalha na atualização dos títulos, administrando os créditos necessários. (fonte AMB)

Conheça as Especialidades Médicas filiadas à AMB

ACUPUNTURA

www.cmba.org.br

MEDICINA PREVENTIVA SOCIAL E ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE

cqh@apm.org.br / abrampas@apm.org.br

ALERGIA E IMUNOPATOLOGIA

www.asbai.org.br

ANESTESIOLOGIA

www.sba.com.br

ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR

www.sbacv.com.br

CARDIOLOGIA

www.cardiol.br

CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO

www.sbccp.org.br

CIRURGIA CARDIOVASCULAR

www.sbccv.org.br

CIRURGIA DA MÃO

www.cirurgiadamao.org.br

CIRURGIA ONCOLÓGICA

www.sbco.org.br

CIRURGIA DIGESTIVA

www.cbcd.org.br

CIRURGIA GERAL

www.cbc.org.br

CIRURGIA PEDIÁTRICA

www.cipe.org.br

CIRURGIA PLÁSTICA

www.cirurgiaplastica.org.br

CIRURGIA TORÁCICA

www.sbct.org.br

CITOPATOLOGIA

www.citopatologia.org.br

CLÍNICA MÉDICA

www.sbcm.org.br

COLOPROCTOLOGIA

www.sbcp.org.br

DERMATOLOGIA  

www.sbd.org.br

ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA

www.sbem.org.br

ENDOSCOPIA DIGESTIVA

www.sobed.org.br

GASTROENTEROLOGIA

www.fbg.org.br

GENÉTICA MÉDICA        

www.sbgm.org.br

GERIATRIA E GERONTOLOGIA

www.sbgg.org.br

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

www.febrasgo.com.br

HANSENOLOGIA

www.sbhansenologia.org.br

HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA

www.abhh.org.br

HEPATOLOGIA

www.sbhepatologia.org.br

HOMEOPATIA

www.amhb.org.br

INFECTOLOGIA

www.infectologia.org.br

MASTOLOGIA

www.sbmastologia.com.br

MEDICINA DE EMERGÊNCIA

www.abramede.com.br

MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE

www.sbmfc.org.br

MEDICINA DO ESPORTE

www.medicinadoesporte.org.br

MEDICINA DO TRABALHO

www.anamt.org.br

MEDICINA DE TRÁFEGO

www.abramet.org.br

MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO

www.abmfr.com.br

MEDICINA INTENSIVA

www.amib.org.br

MEDICINA LEGAL E PERÍCIAS MÉDICAS

www.abmlpm.org.br

MEDICINA NUCLEAR

www.sbmn.org.br

NEFROLOGIA

www.sbn.org.br

NEUROCIRURGIA

www.sbn.com.br

NEUROFISIOLOGIA CLÍNICA

www.mp.fmrp.usp.br/sbnc

NEUROLOGIA

www.abneuro.org

NUTRIÇÃO PARENTERAL E ENTERAL

www.sbnpe.com.br

Saiba como escolher o preparatório para residência médica

NUTROLOGIA

www.abran.org.br

OFTALMOLOGIA

www.cbo.com.br

ONCOLOGIA CLÍNICA

www.sboc.org.br

ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

www.sbot.org.br

OTORRINOLARINGOLOGIA

www.aborlccf.org.br

PATOLOGIA

www.sbp.org.br

PATOLOGIA CLÍNICA

www.sbpc.org.br

PEDIATRIA

www.sbp.com.br

PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA

www.sbpt.org.br

PSIQUIATRIA

www.abp.org.br

RADIOLOGIA

www.cbr.org.br

RADIOTERAPIA

www.sbradioterapia.com.br

REUMATOLOGIA

www.reumatologia.com.br

UROLOGIA

www.sbu.org.br

Seleção de residência médica aberta com 108 vagas

Seleção de residência médica. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Pernambuco está com inscrições abertas para o processo seletivo de residência médica para 2019. As inscrições podem ser realizadas pela internet até o dia 12 de fevereiro. Estão disponíveis 108 vagas para quem cursou medicina. A taxa de inscrição custa R$ 490 e deve ser paga até o dia 13 de fevereiro, em qualquer casa lotérica conveniada com a Caixa Econômica Federal.

Das vagas, 31 são novas, aprovadas recentemente pela Comissão Nacional de Residência Médica. Entre as novidades, destaque para a residência de cirurgia bariátrica no Hospital das Clínicas (HC). As outras 77 vagas são as que não foram preenchidas do certame realizado em 2018.

As especialidades da seleção são: Cirurgia Geral; Medicina de Família e Comunidade; Oftalmologia; Ortopedia e Traumatologia; Cancerologia Clínica e Cirúrgica; Hematologia e Hemoterapia; Nefrologia e Nefrologia Pediátrica; Infectologia; Hematologia e Hemoterapia Pediátrica; Neonatologia; Psiquiatria Infantil; Mastologia; Ecocardiografia; Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista; Eletrofisiologia Clínica Invasiva; Ultrassonografia em Genecologia e Obstetrícia; Endoscopia Ginecológica; Cirurgia de Cabeça e Pescoço; Anestesiolgia Pediátrica e Cirurgia Torácica.

Bolsa de R4 de R$ 3.330,43

O valor da bolsa é de R$ 3.330,43. A prova da seleção será realizada no próximo dia 24.02, no Recife. O resultado final será divulgado no dia 13 de março. Os candidatos devem ficar atentos aos prazos e às documentações necessárias para cada etapa de seleção.

Pré-matrícula online

Os aprovados devem realizar a pré-matrícula on-line no rhose.saude.pe.gov.br, a partir da divulgação do resultado. A matrícula deve ser feita no dia 15 de março, com assinatura do termo de compromisso. O início da residência será em 16.03. Dúvidas em relação ao processo seletivo devem ser enviadas para o e-mail: iaupe.residenciamedica2019@gmail.com.

Também é possível pedir isenção do valor, mas é preciso comprovar a necessidade. O pedido deve ser feito até o dia 3 de fevereiro. O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), nos Coelhos, na área central do Recife, é um dos locais com vagas.

O processo seletivo é realizado por meio de prova escrita, que deve ser aplicada no Recife, no dia 24 de fevereiro. Os locais de teste são divulgados até o dia 20, no mesmo site em que o candidato realizou a inscrição. No dia da prova, é preciso levar um documento original de identificação, com foto, além de uma caneta esferográfica azul ou preta.

Clique aqui e veja mais vagas abertas para Residência Médica

Atividade e ambiente protegem o cérebro

Atividades e ambiente protegem o cérebro do Alzheimer

Atividade e ambiente protegem o cérebro  do Alzheimer  é o que revela pesquisa. É preciso ter ambiente enriquecido e atividades alternadas para inibir a Atividade e ambiente protegem o cérebroformação de estruturas em nossos neurônios que prejudicam a comunicação entre essas células.

“O ambiente enriquecido pode proteger o cérebro do Alzheimer e melhorar a memória. É o que conclui recente estudo realizado pela professora Tânia Viel, coordenadora do Grupo de Pesquisa em  Neurofarmacologia do Evelhecimento (GPNFE) da Escola de Artes, Ciências e Humanidades a(EACH) da USP. Segundo reportagem publicada no site Jornal da USP , a variação das atividades e estímulos inibe a formação de estruturas em nossos neurônios que prejudicam a comunicação entre essas células.

Placas senis reduzem em ambientes dinâmicos

Os pesquisadores, através de testes em laboratório em camundongos, constataram menor quantidade das chamadas “placas senis” em animais que conviviam em ambiente enriquecido, comparados aos que viviam em ambiente normal. “Essas placas são aglomerados de peptídeos (conjuntos de aminoácidos) que agem de maneira danosa no cérebro, por meio da inflamação dos neurônios e, consequentemente, levam a sua destruição”, explica a reportagem.

Cérebro protegido com atividades e ambiente

Na entrevista, a coordenadora Tânia Viel acrescentou que “os benefícios foram constatados, inicialmente, pela melhora da memória espacial. Mas os melhores efeitos não foram evidenciados pelo comportamento, mas sim pela proteção do cérebro contra a agressão das placas senis. Atividades e ambiente protegem cérebro”

Como foi realizado o estudo sobre a proteção do cérebro contra o Alzheimer

Para o estudo, foram utilizados dois grupos de camundongos, um de controle – que vivia em uma pequena caixa com alimentação e apenas manipulação dos pesquisadores – e outro que contava com ambiente enriquecido, com estímulos, matérias e atividades diferentes, como, como novas decorações em seu ambiente e rodas de exercício.

Alternar trabalho e lazer é o caminho. Atividades e ambiente protegem cérebro

Para a professora, o estudo é de grande utilidade para todas as pessoas. “O nosso ambiente enriquecido é justamente manter uma alternância entre trabalho e lazer, ” disse. Portanto, praticar atividade física, além das rotineiras como manter uma vida social – teatro, cinema, show, jogos –  estudar ou sair para dançar, viajar e passear, por exemplo deixam o ambiente enriquecido.

Aumento da proteção

Estas atividades alternadas o produzem aumento das proteínas que protegem o cérebro. Um estudo anterior da professora já havia concluído que o ambiente traz benefícios à memória e que nunca é tarde para começar a proteção cerebral. Atividades e ambiente protegem cérebro!

O artigo está publicado na revista Frontiers in Aging Neuroscience e pode ser lido no site.

Calendário da saúde 2019

Fique por dentro do calendário da Saúde 2019 com as principais datas comemorativas

O Revisamed, curso online preparatório para as provas de residência médica, selecionou para você as principais datas comemorativas da saúde e montou o calendário da saúde 2019 das diversas áreas correlatas, como medicina, enfermagem, fisioterapia, odontologia entre outras. Que tal estar em dia com todas as datas da saúde?  É importante para você que estuda ou atua na área. Confira:

JANEIRO

02/01 – Dia do Sanitarista

02/01 – Dia Nacional da Abreugrafia

04/01 – Dia do Hemofílico

19/01 – Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional

20/01 – Dia do Farmacêutico

24/01 – Dia da Previdência Social e do Aposentado

30/01 – Dia da Não Violência

FEVEREIRO

04/02 – Dia Mundial do Câncer (OMS)

05/02 – Dia Nacional da Mamografia

05/02 – Dia da Papiloscopia

07/02 – Dia Nacional de Luta dos Povos Indígenas

MARÇO

08/03 – Dia Internacional da Mulher

21/03 – Dia Nacional da Síndrome de Down

21/03 – Dia Mundial da Infância

21/03 – Dia Internacional contra a Discriminação Racial

22/03 – Dia Mundial da Água (OMS)

24/03 – Dia Mundial de Combate à Tuberculose

31/03 – Dia da Saúde e da Nutrição

ABRIL

04/04 – Dia Nacional do Parkinsoniano

06/04 – Dia Mundial da Atividade Física

07/04 – Dia Mundial da Saúde

08/04 – Dia Nacional do Sistema Braille

08/04 – Dia Mundial de Luta Contra o Câncer

14/04 – Dia do Técnico em Serviço de Saúde

16/04 – Dia Nacional da Voz

17/04 – Dia Internacional da Hemofilia

26/04 – Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

30/04 – Dia Nacional da Mulher

MAIO

01/05 – Dia Internacional do Trabalhador

08/05 – Dia Internacional da Cruz Vermelha

12/05 – Dia da Enfermagem

15/05 – Dia do Assistente Social

15/05 – Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares

18/05 – Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18/05 – Dia Nacional da Luta Antimanicomial

25/05 – Dia do Massagista

26/05 – Dia Nacional de Combate ao Glaucoma

28/05 – Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher

28/05 – Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna

29/05 – Dia Mundial da Saúde Digestiva

31/05 – O Dia Mundial Sem Tabaco

JUNHO

05/06 – Dia Mundial do Meio Ambiente

06/06 – Dia Nacional de Luta contra Queimaduras

06/06 – Dia Nacional do Teste do Pezinho

09/06 – Dia da Imunização

11/06 – Dia do Educador Sanitário

14/06 – Dia Mundial do Doador de Sangue

21/06 – Dia Nacional de Controle da Asma

26/06 – Dia Internacional de Apoio às Vítimas da Tortura

26/06 – Dia Internacional sobre o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas

JULHO

02/07 – Dia do Hospital

10/07 – Dia da Saúde Ocular

13/07 – Dia do Estatuto da Criança e do Adolescente

25/07 – Aniversário de Criação do Ministério da Saúde

28/07 – Dia Nacional da Prevenção de Acidentes do Trabalho

28/07 – Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

AGOSTO

01/08 – Semana Mundial da Amamentação

05/08 – Dia Nacional da Saúde

05/08 – Dia da Farmácia

08/08 – Dia Nacional de Combate ao Colesterol

24/08 – Dia da Infância

27/08 – Dia do Psicólogo

28/08 – Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento

29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo

31/08 – Dia do Nutricionista

SETEMBRO

01/09 – Dia do Profissional de Educação Física.

03/09 – Dia do Biólogo

05/09 – Dia Nacional de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística

05/09 – Dia do Oficial de Farmácia

08/09 – Dia Mundial da Raiva

08/09 – Dia Nacional de Luta por Medicamento

09/09 – Dia do Veterinário

10/09 – Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

19/09 – Dia do Engenheiro de Saneamento

21/09 – Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência

27/09 – Dia Nacional da Doação de Órgãos

29/09 – Dia Mundial do Coração

OUTUBRO

01/10 – Dia Nacional de Doação do Leite Humano

01/10 – Dia Nacional do Idoso

03/10 – Dia Mundial do Dentista

04/10 – Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde

10/10 – Dia Mundial da Saúde Mental

11/10 – Dia Nacional de Prevenção da Obesidade

11/10 – Dia do Deficiente Físico

12/10 – Semana Nacional de Prevenção da Violência na Primeira Infância

13/10 – Dia do Terapeuta Ocupacional e Fisioterapeuta

16/10 – Dia Mundial da Alimentação

17/10 – Dia Nacional da Vacinação

18/10 – Dia do Médico

20/10 – Dia Mundial e Nacional da Osteoporose

25/10 – Dia Nacional da Saúde Bucal

25/10 – Dia do Cirurgião Dentista

27/10 – Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra

27/10 – Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes

29/10 – Dia Nacional e Mundial da Psoríase

30/10 – Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo

NOVEMBRO

10/11 – Dia Nacional da Surdez

14/11 – Dia Mundial do Diabetes

16/11 – Dia Nacional dos Ostomizados

20/11 – Dia da Consciência Negra

DEZEMBRO

01/12 – Dia Mundial de Luta Contra a Aids

02/12 – Dia Pan-Americano de Saúde

05/12 – Dia Nacional do Médico de Família e Comunidade

09/12 – Dia do Fonoaudiólogo

Acompanhe o blog Revisamed e fique por dentro de todas as notícias sobre como funciona a residência médica, os cursos, questões de provas, dicas e muito mais.